Portal do Governo Brasileiro
X

Instituto Pandiá Calógeras: realizações, restruturação e planejamento para 2019

Notícias

Postado porThais Duarte em 27/12/2018 09:00

O ano de 2018 foi de reformulação para o Instituto Pandiá Calógeras (IPC). Responsável por assessorar o Ministro e assistir as demais unidades do Ministério da Defesa (MD) com conhecimentos relativos aos temas de Defesa Nacional e de Segurança Internacional, o IPC teve sua visão e missão renovadas em meados de outubro.

Este assessoramento estratégico, embasado em estudos e em ampla participação acadêmica, institucional e social, concentra seus esforços em três grandes grupos de produtos: Conhecimento, Eventos e Interlocução.

A fim de fortalecer uma maior consciência de Defesa, o Instituto estimula o debate sobre temas relevantes que contribuem significativamente para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do País.

A consolidação da rede acadêmica com produtores e consumidores de conhecimentos nas áreas estratégicas promovida pelo IPC tem sido crucial para aproximar o MD, demais órgãos do Governo, academia e sociedade.

Entre as parcerias estabelecidas pelo Instituto, destaca-se a celebrada com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), para fins de implantação do Programa Álvaro Alberto de Indução à Pesquisa em Segurança Internacional e Defesa Nacional. 

A Chamada Pública do Programa, realizada em 2014, selecionou dez projetos de diferentes instituições de ensino do Brasil, divididos em duas linhas de pesquisa: Entorno Estratégico e Economia de Defesa.

A primeira edição do Programa foi concluída com a apresentação dos resultados dos projetos, durante o Seminário Álvaro Alberto, realizado pelo Pandiá em novembro de 2018. Durante três dias, pesquisadores, militares e civis do MD e das Forças Armadas, acadêmicos, autoridades de diversos órgãos e universitários estiveram reunidos debatendo questões relevantes nos campos da Segurança Internacional e da Defesa Nacional.

Também em novembro de 2018, o IPC lançou a segunda edição do Guia de Defesa Cibernética da América do Sul. A publicação apresenta os aspectos políticos, econômicos e securitários do espaço cibernético de forma palpável e contextualizada em um único volume.

Em 2019, o Instituto buscará incrementar os Diálogos de Defesa, que terão por objetivo estimular o debate entre o Estado e sociedade, reunir subsídios para assessorar o Ministro da Defesa e contribuir com as atividades dos demais órgãos da Pasta.

 

Conheça também

 
Conheça nossos eventos: Pandiálogos, Workshops e Seminários
+ eventos
 
Saiba tudo sobre os estudos publicados pelo Instituto e colaboradores
+ saiba tudo
 
Assine a newsletter e receba os conteúdos do Instituto Pandiá
+ assinar